Menu

SBB comemora o Dia Mundial do Braile

Celebrada em 4 de janeiro, data chama atenção para a importância de se ampliar o acesso ao aprendizado e às publicações neste método, que promove a inclusão social e a cidadania.

Empenhada em proporcionar o acesso às Sagradas Escrituras a todas as pessoas, a Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) une-se aos deficientes visuais de todo o mundo para comemorar o Dia Mundial do Braile, celebrado em 4 de janeiro. A estimativa é que a grande maioria dos 285 milhões de pessoas com deficiência visual viva em países em desenvolvimento, muitos deles na pobreza e solidão. Em muitos países, entre eles o Brasil, as Sociedades Bíblicas Unidas esforçam-se para alcançar esta população, fornecendo a Bíblia em Braile e publicando a revista A Bíblia no Brasil em braile.

A distribuição da Bíblia completa, porém, não é uma tarefa fácil. A Bíblia em Braile é composta de 38 volumes que, quando alinhados, medem cerca de 2 metros e pesam mais de 40 kg. “Com essas dimensões, toda a operação logística é mais complicada. Tanto o manuseio como o envio são mais difíceis, como não é simples para quem recebe encontrar lugar para guardar a Bíblia completa em sua casa”, relata Erní Seibert, secretário de Comunicação e Ação Social da SBB.

O alto custo de produção é outro empecilho a ser vencido. A obra completa custa R$ 1.400,00 (encadernação espiral) ou R$ 2.800,00 (com capa dura) – cerca de 50 vezes mais do que de uma publicação impressa comum. “Os deficientes visuais estão em todas as classes sociais. E, como a maioria da população é pobre, assim também acontece com este público. A grande maioria não pode arcar com uma despesa tão grande. Por meio da generosidade de doações, as Sociedades Bíblicas Unidas conseguem fornecer esses exemplares gratuitamente, porém muito mais pessoas necessitam ser incluídas neste esforço”, afirma o secretário, acrescentando que, no Brasil, o programa A Bíblia para a Pessoa com Deficiência Visual distribui , a cada três meses, um volume da Bíblia para o público cadastrado, que hoje conta com quase três mil pessoas. 

Entre as 500 línguas faladas no mundo que já dispõem da Bíblia completa, apenas 40 delas têm a transcrição para o Braile. Entre os motivos desta discrepância, está o fato de que as necessidades das pessoas cegas são muitas vezes ignoradas pela sociedade. Além disso, muitas línguas ainda não desenvolveram um código Braile. “Sem contar que o desejo das pessoas cegas de poderem ler sozinhas a Bíblia em vez de utilizar um recurso em áudio também não é entendido amplamente”, acrescenta Seibert.

Mas a boa notícia é que, por meio do programa A Bíblia para a Pessoa com Deficiência Visual, tem sido possível observar a transformação promovida pelo texto sagrado, em várias frentes. De acordo com o secretário: “No aspecto cultural, por exemplo, muitos dos beneficiados não sabiam ler em braile e aprenderam por causa da Bíblia; outros puderam ter pela primeira vez um livro e, assim, ter acesso ao universo literário. No espiritual, a mensagem bíblica trouxe a essas pessoas esperança e vontade de superar os obstáculos. No âmbito social, possibilitou a inclusão e autonomia, tornando possível a leitura da bíblia no sistema braile, próprio para pessoas cegas”, sintetiza ele.

A Bíblia completa em braile é produzida pela SBB, na Imprensa Braile, integrada à Gráfica da Bíblia – localizada na Sede Nacional da entidade, também no município de Barueri. Com texto bíblico na Nova Tradução na Linguagem de Hoje, que adota estrutura gramatical e linguagem mais próximas da falada pelo brasileiro, foi idealizada com o objetivo de ser mais acessível à maioria das pessoas com deficiência visual, alfabetizadas em braile.

Os 38 volumes da Bíblia em Braile são fornecidos gratuitamente pela SBB a pessoas com deficiência visual cadastradas no programa A Bíblia para Pessoas com Deficiência Visual. Os inscritos recebem um volume da publicação a cada trimestre. Ao ampliar a oferta de literatura bíblica em formato adequado para esse público, o programa tem contribuído no processo de inclusão social, desenvolvimento cultural, amparo espiritual e na reabilitação das pessoas com deficiência visual. No site www.sbb.org.br, há uma seção para o cadastramento. Informações podem ser obtidas também pelos telefones 0800-727-8888 e (11) 3474-5733.

Devido ao alto custo da publicação, para alcançar a totalidade desta população a SBB tem empreendido grande esforço no sentido de que a Bíblia em Braile esteja disponível em todas as bibliotecas públicas do País. As pessoas ou empresas que se dispuserem a doar uma Bíblia em braile podem entrar em contato com a Sociedade Bíblica do Brasil. É uma forma de cooperar para uma sociedade melhor.

voltar ao topo