Menu

Rio de Janeiro vai sediar Seminário sobre Dependência Química

Promovido pela Sociedade Bíblica do Brasil, a quarta edição do evento acontece no dia 10 de setembro, na Primeira Igreja Batista do Méier, com o tema “Vivendo um dia de cada vez”.

No dia 10 de setembro, acontece o 4º Seminário sobre Dependência Química do Rio de Janeiro, promovido pela Sociedade Bíblica do Brasil (SBB), em parceria com o Instituto Transformar. O evento, a ser realizado na Primeira Igreja Batista do Méier, terá como tema “Vivendo um Dia de Cada Vez” e destacará os desafios enfrentados pelos recuperandos na retomada de suas vidas.

“Apesar de serem conhecidas, as barreiras enfrentadas pelos dependentes neste processo de recuperação nem sempre são fáceis de serem transpostas. Por isso, este tema é colocado em pauta, para que, à luz da Biblia, possam ser encontrados caminhos e soluções que propiciem o resgate integral dessas pessoas”, observa o secretário de Comunicação, Ação Social e Arrecadação da SBB, Erní Seibert.

O programa, das 9h às 13h00, inclui as palestras “Vivendo um dia de cada vez”, com Acyr de Gerone Junior, secretário regional da SBB no Rio de Janeiro; entre outras palestras. Confira, a seguir, a programação completa.

·         9h: Café da Manhã

·         9h15: Abertura – Renato Antunes, presidente do Instituto Transformar

·         9h20

Apresentação Institucional do Instituto Transformar – Alana Carvalho, coordenadora do Instituto

            Apresentação Institucional SBB - Pr. Vinicius Lacerda

·         9h45: Composição da mesa – Dani Paes, analista de Projetos Sociais da SBB Rio de Janeiro

·         9h50: Palestra Vivendo um Dia de Cada Vez – Acyr de Gerone Junior, secretário regional do Rio de Janeiro

·         10h20 - Palestra Dependência Química na Família: O Que Fazer? – Roberta Portela, advogada, técnica em dependência química

·         10h45 - Palestra A Dependência Química e a Igreja: Como Ela Tem se Preparado? – Daniel Camaforte, psicólogo clínico pós-graduado na área da Dependência Química pela PUC Rio de Janeiro

·         11h15: Palestra Quais as Realidades da Dependência Química no Município do Rio de Janeiro? Quais as políticas públicas disponíveis? – Rodrigo Ratkus Abel, subsecretario de proteção social especial do Município do Rio de Janeiro

·         11h45: Espaço para perguntas

·         12h30: Encerramento

4º Seminário sobre Dependência Química do Rio de Janeiro

“Vivendo Um Dia de Cada Vez”

Data: 10 de setembro de 2016

Horário: das 9h às 13h

Local: Primeira Igreja Batista do Méier

            Rua Hemenengarda, 31 – Méier – Rio de Janeiro (RJ)

Informações e confirmação de presença: Tel.: 0800 727 8888 | (21) 3822-3906 | (21) 2289-5521 e pelo site www.sbb.org.br

A SBB e o programa A Bíblia na Recuperação da Dependência Química: Fundada em 1948, no Rio de Janeiro, a Sociedade Bíblica do Brasil tem como missão "promover a difusão da Bíblia e sua mensagem como instrumento de transformação e desenvolvimento integral do ser humano”. É uma entidade sem fins lucrativos, de natureza religiosa, social e cultural. Sua finalidade é traduzir, produzir e distribuir a Bíblia, um bem de valor inestimável, que deve ser disponibilizado a todas as pessoas. Por seu caráter social, desenvolve programas com o objetivo de promover o desenvolvimento espiritual, ético e social da população brasileira.

O programa A Bíblia na Recuperação na Dependência Química tem a finalidade de contribuir para a recuperação dos dependentes químicos e prevenir o uso de drogas. É desenvolvido em parceria com organizações especializadas no tratamento terapêutico desse público. Em parceria com essas organizações, a SBB criou a Comter (Comunidades Terapêuticas em Rede), a fim de estimular a troca de experiências e a utilização da Bíblia como ferramenta no processo de recuperação.

Por meio deste programa, a SBB promove, desde 2008, os seminários, cujo grande diferencial é divulgar o papel da Bíblia neste processo e incentivar a participação de dependentes químicos em recuperação, sejam eles internados em comunidades terapêuticas ou em tratamento ambulatorial.

voltar ao topo